• 28 de julho – um dia de lembranças, dor e saudade!

    by  • 7 de September de 2016 • AGENDA • 0 Comments

    28 de julho é um dia de homenagem e saudade no Movimento Não Foi Acidente. Em sua Equipe, duas famílias perderam entes queridos neste dia, Alex em 2009, Vitor em 2011.

     

    Há 7 anos, Alex Hausch perdia a vida estupidamente em um crime de trânsito em São Paulo. Alex, foi com um amigo a uma hamburgueria, na saída, já no carro, um veículo em altíssima velocidade, dirigido por Rafael Muchon, colidiu com o veículo ainda estacionado. Alex morreu na hora. Não Foi Acidente, FOI CRIME!

     

    Há 5 anos morreu Vitor Gurman. Atropelado por Gabriela Guerrero Pereira enquanto andava em uma calçada da Vila Madalena – São Paulo, na noite de 23 de julho. Gabriela estava embriagada e em altíssima velocidade, não fez a pequena curva, bateu em um muro, arrastou placas de sinalização, entre elas a que marcava a velocidade da rua, 30 quilômetros por hora, capotou o veículo e em seguida atropelou Vitor. Não Foi Acidente, FOI CRIME!

     

    Os anos passam e a sensação de impunidade aumenta. A morte não foi apenas de Alex e Vitor, mas de seus sonhos.

    Seus pais não puderam vê-los envelhecer, sequer pode acompanhar a realização de seus sonhos. Não pôde vê-los se casarem, serem pais… Eles não tiveram a chance de viver.

     

    Quanto aos motoristas responsáveis pelas mortes:

    – Rafael Muchon – responsável pela morte de Alex Hausch ,

    – Gabriela Gerreiro – responsável pela morte de Vitor Gurman.

     

    Ambos estão em liberdade, ambos continuam com suas vidas, projetos e sonhos sendo realizados.

    Já as famílias de Alex e Vitor amargam a dor da perda, a dor diária da saudade de um ente querido e amado.

     

     

    About

    Pedagoga Especializada em Surdez e Psicoeducadora especializada em Teoria, Pesquisa e Intervenção em Luto.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published.

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.