• 4 anos do atropelamento de Vitor Gurman e? Justiça demorada é justiça negada!

    by  • 23 de July de 2015 • AGENDA • 0 Comments

    Ele foi a um jantar, beberia vinho, deixou o carro na garagem…

    Ela saiu com o namorado, eles beberam ao ponto de, após 8 horas do desastre ela ainda não conseguir levar a ponta do dedo indicador à ponta do nariz no exame feito pelo Instituto Médico Legal.

    Ela pensou estar apta para dirigir, o namorado havia bebido também. Ela resolveu dirigir  um carro blindado que nunca havia dirigido. Em uma rua em que a velocidade máxima é 30 km por hora, ela corria perto de 90 km por hora, segundo a perícia contratada pela família. Capotou e atropelou Vitor Gurman, o cara que jantou, tomou um vinho e deixou o carro na garagem e voltava para casa caminhando na calçada.

    Hoje, 23 de julho faz 4 anos de seu atropelamento. Daqui a 5 dias, 4 anos de sua morte. A vida de seus familiares mudou completamente. Quando uma pessoa morre de forma violenta, a violência mata também parte da vida de seus familiares.

    Ela, Gabriella Guerrero Pereira, continua dirigindo e vivendo enquanto os sonhos de Vitor Gurman foram mortos naquela noite de 23 de julho de 2011.

    About

    Pedagoga Especializada em Surdez e Psicoeducadora especializada em Teoria, Pesquisa e Intervenção em Luto.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published.

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.