• Movimento Não Foi Acidente em Brasília no Senado Federal – set/2016

    by  • 15 de September de 2016 • AGENDA • 0 Comments

    A Equipe Não Foi Acidente, representada por Nilton Gurman e Ava Gambel estão em Brasília para reunião com senadores sobre o Projeto de Lei do Movimento Não Foi Acidente PLC 144/2015.

    Como vocês sabem, o Projeto de Lei ao longo das análises feitas por nossos congressistas ficou bem diferente do Projeto original escrito pelo Dr. Mauríco Januzzi. Pedíamos tolerância zero, não conseguimos! Pedíamos a pena de 5 a 8 anos para os crimes de trânsito, parece branda, mas é constitucional e não cairia no problema da proporcionalidade. Infelizmente, essa pena baixou para 4 a 8 anos. Assim, se a pessoa pegar 4 anos continua igual ao que está hoje, ou seja, cestas básicas ou serviços comunitários.

    Insatisfeitos com a redação do PLC 144/2015, Nilton e Ava estão em reunião com os Senadores que abriram as portas para o Movimento.

    Em 14 de setembro estiveram com assessores da Senadora Ana Amélia e do Senador Aloysio Nunes. Em 15 de setembro com o assessor do Senador Ricardo Ferraço e o Senador Antonio Augusto Anastasia os recebeu pessoalmente. A assessora da Deputada Federal Keiko Ota que apresentou o Projeto de Lei do Movimento Não Foi Acidente a Câmara em 2013 também recebeu o Movimento.

     

     Nilton Gurman e Hellen Fialho, assessora da Senadora Ana Amélia, discussão sobre o PLC 144/2015 e outras questões sobre violência viária.

     

    Encontro com Silvio, Victor Marschall, assessores do senador Ricardo Ferraço e Mirela assessora da deputada Keiko Ota. Debate sobre violência viária (racha e  embriaguez ao volante)

    Ava Gambel e Nilton Gurman da Equipe Não Foi Acidente juntamente com o Senador Antonio Augusto Anastasia que deu apoio à causa.

    Agradecemos aos senadores e seus assessores que receberam a nossa Equipe e ratificamos,

    o Movimento é apartidário e nosso objetivo é salvar vidas!

    About

    Pedagoga Especializada em Surdez e Psicoeducadora especializada em Teoria, Pesquisa e Intervenção em Luto.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published.

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.