• Movimentos Não Foi Acidente, Viva Vitão, você e eu, rumo a um país mais justo!

    by  • 27 de May de 2014 • AGENDA, NA MÍDIA • 0 Comments

    Em Julho de 2011, um garoto cheio de sonhos voltava para casa após um jantar, atropelado por uma motorista embriagada enquanto caminhava em uma calçada, morreu 5 dias depois. Familiares e amigos criaram o Viva Vitão – Não espere perder um amigo para mudar a sua atitude.

    Em setembro de 2011, mãe e filha saiam do Shopping Villa Lobos, atropeladas por um motorista embriagado enquanto caminhavam na calçada, morreram. Rafael Baltresca em meio a sua dor criou o Movimento Não Foi Acidente.

    Nilton Gurman é o tio do Vitão, Rafael é o filho de Miriam e irmão de Bruna Baltresca. Unidos a outros familiares e amigos que passaram por dor semelhante, se mobilizaram e hoje somos mais de 1 milhão pedindo uma lei mais célere e justa no que se refere ao álcool e direção, o PL 5568/2013.

    Atuamos na conscientização e no apoio aos familiares em luto também. Acreditamos na educação de nossos jovens através das palestras e acolhemos as pessoas que perderam entes queridos.

    Nesses quase 3 anos, 1 milhão de pessoas se juntaram a nós assinando a iniciativa popular sobre crimes de trânsito que envolvam a embriaguez ao volante escrita por Dr. Maurício Januzzi e,  apresentado na Câmara pela Deputada Federal Keiko Ota, em março de 2013.

    Nesse ínterim, tantas outras famílias se enlutaram pela perda de seus queridos em mortes que poderiam e deveriam ser evitadas.

    Hoje, 27 de maio de 2014 é um marco para nós. Em Brasília, na Câmara dos Deputados, acontecerá a Audiência Pública que analisará o Projeto de Lei 5568/2013.

    Nesse momento, pedimos a todos que emanem boas energias e orações aos nossos governantes para que haja lucidez com a causa da violência viária.

    About

    Pedagoga Especializada em Surdez e Psicoeducadora especializada em Teoria, Pesquisa e Intervenção em Luto.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published.

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.