• “Não Foi Acidente, Foi Crime!”

    by  • 5 de January de 2014 • AGENDA • 0 Comments

    Hoje Alex Hausch faria 40 anos, mas aos 36 ele perdeu a vida em um crime de trânsito.

    Os pais de Alex, Maria Luiza (uma das coordenadoras do NFA) e Erich Hausch, nos enviou a mensagem que dividimos com vocês:

    Os dicionários definem acidente como acontecimento casual, o que não estava programado ou previsto. Na linguagem popular acidente é um fato imprevisto que provocou  danos materiais, machucados físicos ou mesmo a morte de pessoas.

    Neste conceito, e sob este ponto de vista, acidente não é um fato ou ato intencional, mas um acontecimento não esperado ou previsto.

    Na conversa informal, quando alguém pergunta sobre a morte de determinada pessoa, dizem: “Ela morreu de que?” e, a resposta costumaria é :”Morreu de infarto” ou “Morreu de pneumonia”, ou de intoxicação, etc. Ou em se tratando de trânsito, “Foi um acidente de carro/ motocicleta”.

    Em nosso Movimento “Não Foi Acidente” estamos empenhados em evitar que pessoas embriagadas por álcool ou outras drogas, dirijam veículos motorizados, pois a chance de acontecer uma desgraça é muito maior e, portanto dirigir nestas condições é CRIME sujeito a penalidades.

    Por estas considerações, “NÃO FOI ACIDENTE – FOI CRIME!”. 

    Maria Luiza e Erich Hausch 

    About

    Pedagoga Especializada em Surdez e Psicoeducadora especializada em Teoria, Pesquisa e Intervenção em Luto.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published.

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.